Paul rendido a Alcaraz: «Quando ganha aqueles pontos loucos é imparável»

0
5
Paul rendido a Alcaraz: «Quando ganha aqueles pontos loucos é imparável»

Tommy Paul já bateu Carlos Alcaraz por duas vezes, mas não conseguiu fazer o hat trick para se apurar para as meias-finais de Wimbledon. O norte-americano até entrou melhor do que o espanhol, mas acabou mesmo por ver o campeão em título vencer em quatro partidas, algo que Paul aceitou.

“Foi um grande encontro, ele mostrou um nível tremendo nos dois últimos pontos, comandou os pontos e fez com que fosse impossível eu ter a iniciativa. Jogou de forma maravilhosa e com uma potência impressionante. A velocidade da bola foi muito alto e ambos movimentámo-nos bem. Ele foi capaz de manter esse nível durante todo o encontro e eu quebrei. Não servi bem e enfrentar o Carlos sem meter muitas vezes o primeiro serviço não foi divertido”, começou por afirmar.

Leia também:

 

Paul sublinhou ainda a exigência de defrontar o espanhol. “É incrível quão bem se mexe, diria que é o tenista mais rápido na atualidade. A relva encaixa muito bem no seu ténis porque é capaz de mudar direções com as suas pancadas. Joga muito agachado e isso não é fácil. Quando começa a acumular energia e ascendente, sentem-se coisas diferentes em relação aos outros jogadores. Joga um ténis assombroso e quando ganha alguns daqueles pontos loucos é imparável”, rematou.