Djokovic garante que está sem dores no joelho mas admite: «Ainda não estou onde quero estar»

0
6
Djokovic garante que está sem dores no joelho mas admite: «Ainda não estou onde quero estar»

Novak Djokovic qualificou-se para a terceira ronda de Wimbledon mas pelo caminho apanhou um pequeno susto frente a Jacob Fearnley, número 277 mundial.

Djokovic perde set com o número 277 do Mundo mas avança em Wimbledon

O número dois mundial continua a tentar encontrar as melhores sensações em court, depois de ter sido operado há um mês ao joelho. Em conferência de imprensa, Nole confessou não sentir dores mas admite que baixou o nível em comparação com a primeira ronda.

NÍVEL ABAIXO EM COMPARAÇÃO COM A ESTREIA

Os meus parabéns ao Jacob por ter jogado um grande encontro. Lutou até final, continuou a crescer apesar de estar dois sets e um break abaixo e conseguiu com que a bancada entrasse no encontro. Eu baixei o nível, creio que deveria ter feito as coisas melhor no terceiro set para poder finalizar o encontro. As condições hoje foram muito exigentes, com muito, muito vento. Não foi fácil encontrar o tempo correto e o ritmo correto na hora de pegar a bola. Fiz o suficiente para ganhar em quatro sets e tive alguma sorte para escapar aos problemas e não ficar break abaixo. Espero subir o meu nível nas próximas rondas.

SENTE MAIS NERVOS DEVIDO À OPERAÇÃO?

Não mas sinto que tem um impacto na minha mobilidade, um pequeno impacto quanto à velocidade. Ainda não estou onde quero estar, ainda chego um pouco tarde às boas a que não costumo chegar tarde. Isso é algo que suponho que vou ganhar com os encontros. Conforme passe mais tempo neste torneio maiores são as possibilidades da minha mobilidade melhorar. Não me preocupo em voltar a lesionar no joelho. Não tenho nem tempo nem energia para pensar nisso e não creio que valha a pena. Não estaria aqui se não pensasse que estou pronto para competir a este nível.

JOELHO ESTÁ A RESPONDER BEM?

Não senti nenhum tipo de dor, o que é genial. O primeiro encontro tive um pouco num par de situações mas hoje nada, o que é genial. O meu joelho está a responder bem nos dias livres. Não tive nenhuma inflamação. Tudo faz parte do processo dos primeiros dias, nos dois ou três primeiros encontros é lógico que devo aceitar como parte do processo. Os músculos ao redor do joelho estão a compensar e a proteger o joelho e precisam de mais trabalho, talvez por isso não me estejam a dar essa velocidade e força que preciso mas quero continuar a construir a partir daqui e confio nisso.

Leia também: